Pesquisa
insira o termo que procura na caixa de pesquisa
Concertos na Malaposta

O edifício onde funciona o Centro Cultural da Malaposta foi mandado construir pela Câmara Municipal dos Olivais no ano de 1873, numa propriedade denominada 'Quinta do Senhor Roubado ou do Painel das Almas', entre as estradas de Loures e a que segue para Odivelas. Todo o complexo onde funcionam os serviços da Malaposta, pertenceu a um edifício anterior, construído com outros fins.

Não era um projeto de raiz, mas a recuperação de um vetusto edifício, que nasceu para ser estação da mala-posta e acabou como matadouro municipal, no decorrer de 1855/1856, foi construída a posta de Casal dos Carreiros. Na década de sessenta do século vinte, depois de prestar um bom serviço aos munícipes dos Olivais e de Loures, foi desativado e ficou ao abandono.

Um novo destino – sede de um projeto cultural inédito. No dia 8 de Julho de 1987, no Museu Municipal de Loures, instalado na Casa do Adro à Rua Fria, os Presidentes das Câmaras Municipais da Amadora, Loures, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira, afirmaram a decisão de criar um organismo intermunicipal que seria um Centro Dramático com o objetivo de prestar às populações dos quatro concelhos, serviços culturais nas áreas do teatro e animação cultural. 

Seria o primeiro Centro Dramático criado em Portugal. Funcionaria como um serviço público de caráter cultural/artístico. A animação cultural incluía, para além do teatro, as artes plásticas, o cinema, a dança, a literatura, a poesia, a música. Em Outubro de 1989 o edifício era inaugurado com a apresentação da peça "O Render dos Heróis", de José Cardoso Pires. Até hoje nunca mais as suas portas se fecharam. 

Aqui decorrem espetáculos de teatro e de dança; aqui se realizam concertos; aqui ouvimos poetas; aqui se fazem exposições; aqui se oferece cinema; aqui se debatem ideias e teorias; aqui acontece arte e cultura, porque a Malaposta é uma casa de cultura, e continua a ser uma casa com arte.

Durante o mês de maio, o Conservatório de Música D.Dinis vai realizar uma série de concertos que contam com a participação de várias classes e alunos. Assim teremos:

17 maio - Grupo de Percussão, Rita Lopes(Flauta), Beatriz Tomás (Violino) acompanhadas ao piano por Ana Margarida Silva, Trio de Flautas e Piano, e Coros B1 do CMDD e 7º Vasco Santana.

21 maio - Concerto de Guitarras

25 maio - Duo de Flauta e Piano: Rita Lopes e Francisco Gomes, Raquel Chanca (Violino) acompanhada ao piano por Ana Margarida Silva,  e Mixensemble

Entrada livre. Venha assistir!

 

 

 

Ligações
Newsletter
Receba notícias nossas em primeira mão assine a nossa newsletter.
Insira o seu Endereço de Email
Newsletter Conservatório D.Dinis
Contacto
  • Tel: 939 375 774
    Fax: 219 386 979
  • Telemóvel:
    939 375 774
  • Email:geral@conservatorio-dinis.pt
Sensorial